Homem britânico torna-se a segunda esperança de cura da AIDS

05 de março de 2019

Após receber células-tronco da medula óssea de doador com resistência à infecção pelo vírus, britânico é considerado ‘funcionalmente curado’

Vírus HIV tornou-se indetectável em exames de paciente britânico Foto: LatinstockVírus HIV tornou-se indetectável em exames de paciente britânico

LONDRES — Pela segunda vez no mundo, um paciente viu diminuir sua carga de vírus HIV-1, causador da Aids, e é provável que o homem britânico tenha sido curado, anunciaram, nesta terça-feira, pesquisadores, preservando a identidade do homem. Ele passou por um transplante de medula óssea de um doador resistente ao vírus HIV.

— Ao alcançar a remissão em um segundo paciente usando um método semelhante, mostramos que o ‘paciente de Berlim’ não era uma anomalia — declarou o autor do estudo, Ravindra Gupta, professor na Universidade de Cambridge, mencionando a primeira pessoa curada

Quase três anos depois de receber células-tronco da medula óssea de um doador com uma mutação genética rara que resiste à infecção pelo HIV e mais de 18 meses após parar de tomar as drogas antirretrovirais, testes altamente sensíveis mostram que até agora não há vestígio da infecção anterior por HIV.

— Não há vírus ali que consigamos medir. Não conseguimos detectar nada — disse Ravindra Gupta, que é professor e biólogo especializado em HIV que coliderou uma equipe de médicos que tratam do homem.

O caso é uma prova do conceito de que os cientistas poderão, um dia, acabar com a Aids, disseram os médicos. Mas isso não significa que uma cura para o HIV tenha sido encontrada. Gupta descreveu seu paciente como “funcionalmente curado” e “em remissão”, mas advertiu: “É muito cedo para dizer que ele está curado”.

Gupta, agora na Universidade de Cambridge, tratou o paciente de Londres quando trabalhava na University College London. O homem contraiu o HIV em 2003 e, em 2012, foi diagnosticado com um tipo de câncer no sangue chamado Linfoma de Hodgkin.

O pesquisador e sua equipe enfatizaram que o transplante de medula óssea, um procedimento perigoso e doloroso, não é uma opção viável para o tratamento do HIV.

Mas um segundo caso de remissão e possível cura após um transplante desse tipo ajudará os cientistas a reduzir a gama de estratégias de tratamento, disseram. A equipe de pesquisa apresentará os resultados em uma conferência em Seattle, nos Estados Unidos.

Caso de americano é o primeiro de ‘cura funcional’

O homem britânico está sendo chamado de “o paciente de Londres”. Seu caso é semelhante ao primeiro conhecido de uma cura funcional do HIV — em um homem americano, Timothy Brown, que ficou conhecido como o paciente de Berlim, onde foi submetido a tratamento semelhante, em 2007.

Brown, que vivia em Berlim, mudou-se para os Estados Unidos e, de acordo com especialistas em HIV, ainda está livre do vírus.

Para a diretora do Instituto Doherty Peter para Infecções e Imunidade da Universidade de Melbourne, Sharon R Lewin, o segundo caso “reforça a ideia de que é possível encontrar uma cura”.

— Um transplante de medula óssea como uma cura não é viável. Mas podemos tentar determinar qual parte do transplante fez a diferença e permitiu que esse homem parasse de tomar seus medicamentos antivirais.

Milhões de pessoas infectadas com o HIV em todo o mundo mantêm a doença sob controle com a chamada terapia antirretroviral (ARV), mas o tratamento não elimina o vírus dos pacientes.

— Neste momento, a única maneira de tratar o HIV é com drogas que retardam o vírus, que as pessoas devem tomar durante toda a vida — disse Gupta. — Isso representa um desafio particular nos países em desenvolvimento, onde milhões ainda não recebem tratamento adequado.

Quase 37 milhões de pessoas vivem com o HIV em todo o mundo, mas apenas 59% recebem ARV. A pandemia de AIDS matou cerca de 35 milhões de pessoas em todo o mundo desde que começou, na década de 1980.

Cadastre sua farmácia na farmaup em:

https://www.farmaup.com.br/anuncie.php

O Farmaup conecta quem precisa comprar produtos da farmácia com quem quer vender por delivery.

Através da nossa plataforma, os usuários cadastratos nela, podem procurar pelo seu produto e fazer pedidos rapidamente. Você terá acesso à muitos clientes novos e as melhores ferramentas do mercado para aumentar seu faturamento com o delivery.

Todos os pedidos chegam a sua farmácia através do Farmaup Ads, que é acessada diretamente no seu computador.

BAIXE O APP:

Banner farmaup

 

0
comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.